2 de março de 2017

Ansiedade: quando é e quando não é mimimi

Uma das maiores dificuldades de um ansioso – além de conviver com a ansiedade, claro – é ser compreendido. É ter que lidar com pessoas que acham que a ansiedade é frescura. O tempo todo precisamos provar que não, não estamos de mimimi – expressão tão usada para desvalorizar o sofrimento do outro.

A internet tá cheia de listas com coisas que todo ansioso gostaria que você soubesse ou o que não dizer para um ansioso. Eu resolvi fazer a minha com exemplos de quando a ansiedade é normal e quando não é. Com ela, até você que esbreveja por aí “tá querendo chamar atenção”, “não tem motivos para isso” ou “quem tem amigo não precisa de terapia” talvez possa entender melhor o que passamos.

Garota Interrompida

Situações em que todos podem se sentir ansiosos x Situações que só os ansiosos passam

1 – Ficar ansioso antes de um compromisso ou acontecimento importante é normal. Antes daquela tão esperada entrevista de emprego, festa ou encontro é ok pensar nisso durante o dia inteirinho, antes de dormir e até ter dificuldade para pegar no sono tamanha a ansiedade. Agora quando isso rola com quase tudo sempre, talvez seja um problema. Pensar demais a ponto de não enxergar com clareza as próprias ideias é sinal de que a ansiedade já ultrapassou o nível da normalidade.

Fight Club - quote

2 – Ficar ansioso enquanto planeja uma grande viagem é compreensível.  Agora sofrer com os preparativos, se desgastar com as pessoas que vão junto, sofrer antecipadamente por aquilo que pode vir a dar errado ou desejar que tudo saia exatamente como você arquitetou, não sei não, hein. Se tudo isso te consome a ponto de te deixar exausto; se você não consegue curtir o passeio como idealizou na sua cabecinha ou chega a ficar sem vontade alguma de pegar a estrada, sinto dizer: você sofre de ansiedade.

Movie Quote

3 – Ficar ansioso para encontrar os amigos que não vê há muito tempo, tudo bem. Agora, chegar bem na hora H e não saber se deve ir, se questionar se vai ser legal ou não, se o lugar escolhido é bacana, se a roupa está boa, ensaiar mentalmente as conversas que terão; ir e simplesmente não conseguir aproveitar o momento ou desistir, mesmo querendo muito estar com eles, por puro medo de sair de casa, meu bem, isso é um problema sério. Um baita problemão.

Clube da Luta

4 – Ficar ansioso diante de um desafio profissional, nas situações estressantes do trabalho, ao ter que lidar com um cliente complicado ou ao ser chamado para conversar com o chefe, tá de boa. Agora, se trancar no banheiro da firma, chorar sem saber o motivo e não conseguir sair de lá nem por decreto; sentir dor de barriga, tonteira e calafrios quase todo santo dia; sofrer antes de sair de casa para mais um dia de batente mesmo amando o que você faz… é melhor trocar de emprego ou cuidar mais de você.

Entendem a diferença?

Dizemos que estamos ansiosos quando sentimos expectativa, mas somos ansiosos quando essa expectativa interefe negativamente na nossa vida.

Quando a ansiedade afeta a nossa saúde, os nossos relacionamentos e a nossa carreira tá na hora de procurar ajuda. Ou já passou da hora. Sentir ansiedade não é bobagem. Se não tratada, ela adoece e, infelizmente, também mata. O transtorno de ansiedade vem acompanhado de crises de pânico, depressão, alergias, distúrbios do sono, dores no corpo, problemas para comer… e isso, meus queridos, jamais pode ser visto como um simples mimimi.

Laila Hallack - Clube da Luta

E quando a ansiedade é mimimi?

Você deve estar se perguntando, afinal, tá ali no título. Só é mimimi quando nos apegamos ao quadro de ansiedade e relutamos para sair dele. Como se encontrássemos conforto no desconforto das nossas crises. Com a falsa sensação de que não há mais o que fazer, nos entregamos a uma ladainha sem fim.

Mimimi é assumir o transtorno de ansiedade como algo inerente a nós.

Ainda que o seja, não podemos nos acomodar. Acatar a prescrição médica como única saída, por exemplo, pode ser mais fácil, menos trabalhoso, mas nunca suficiente. Precisamos apenas de alguém que nos chacoalhe e diga: “ei, você pode sair dessa!”.

Laila Hallack

Sendo ou não mimimi, ansioso nenhum merece ser julgado. O respeito e a compreensão nos dão a coragem necessária para, todos os dias, tentarmos mais uma vez.

Baseado em fatos reais vividos por uma ansiosa já em fase de recuperação.

MAIS POSTS SOBRE:

Deixe seu comentário!