10 de julho de 2018

Por que os celíacos devem se unir

Em algum momento da vida, todo celíaco se sente um ET. Se a estatística estiver mesmo certa, somos 1% da população. Só isso? É tão pouco, embora eu desconfie que sejamos mais do que pensamos. Temos a sensação de que estamos sozinhos até que nos encontramos – seja pessoalmente ou virtualmente – e nos identificamos nas dores e nas delícias da doença celíaca.

Leia também: Como a doença celíaca melhorou a minha vida

Por que é tão importante se conectar com outros celíacos?

Friends - Celíacos

Você não precisa explicar o que tem o tempo todo

A outra pessoa sabe, até porque ela também passa por isso! Não que eu ache ruim ter que falar sobre a doença celíaca, o glúten e dividir informações sobre a nossa condição (tenho o blog por isso, after all), mas é bom ter essa folga e estar com alguém que também está inserido na mesma realidade.

Você é compreendido

Laila Hallack - Friends

Por mais que a sua família e os seus amigos se esforcem para te entender e tenham empatia, só outros celíacos podem te compreender integralmente. Temos as nossas diferenças, é verdade, há celíacos mais rigorosos, há celíacos mais de boa, há celíacos catastróficos e há celíacos indisciplinados, mas estamos todos no mesmo barco.

Descubra qual tipo de celíaco você é!

Você pode sofrer junto

Friends

Reclamar sem parecer fresco. Se queixar sem parecer ingrato. Chorar sem ter que esconder as lágrimas. Celíacos que sofrem juntos, superam o sofrimento juntos!

Você pode rir junto

É cada situação que a gente enfrenta. Seria cômico se não fosse trágico, não é o que dizem?! Que seja cômicco então. E juntos reforçamos a importância de saber achar graça até nas desgraças e saias justas que passamos.

Você pode aprender junto

Aprendi mais com outros celíacos do que com os livros e profissionais da área. Aprendemos a nos virar, compartilhamos receitas, produtos, restaurantes, formas de evitar a contaminação cruzada… e o mais importante: aprendemos a importância de respeitar a nossa saúde.

Você pode lutar junto

Luta dos celíacos

Ninguém conquista nada sozinho. Fortalecer a causa celíaca e levantar a nossa bandeira pode transformar o mundo em um lugar melhor para nós. Apoiar grupos, associações, encontros e eventos é contribuir para a nossa luta. Faça o que está ao seu alcance, mas jamais se feche para o fato de que precisamos uns dos outros.

MAIS POSTS SOBRE:

11 de abril de 2018

Seja você desde que…

Your PowerPegue todas essas frases do post, que até soam auto-ajuda demais, coloque num potinho e beba em doses nada homeopáticas. Tenho feito isso todos os dias há dois anos.

Tudo bem que voltei a ter carteira assinada, a bater ponto, a ser repórter de uma emissora tradicional, a ter que escrever no formato de TV e, inclusive, a exercitar a minha voz pra ver se ela fica um pouquinho mais profissional (oh Deus, na próxima vida me ajuda aí e deixa ela mais grave, please!), mas isso jamais significa ou deveria significar deixar de ser quem eu sou.
Be who you are
O que aprendi fora do mercado formal
Não posso esquecer o que aprendi nesse período que fiquei fora do mercado formal. Foram dois anos me reinventando, fazendo vídeo pro Youtube e bolo pra vender na feira, empreendendo, trampando de forma autônoma e apresentando um programa que, não por acaso, se chamava Lado B.
Precisamos honrar o nosso Lado B porque ele nos faz diferente de qualquer outra pessoa.

O nosso maior erro é querer se encaixar, é querer agradar, é querer reproduzir o que vemos por aí. Na minha área, o risco disso acontecer é ainda maior. Há algum tempo, era normal todos os repórteres parecerem a mesma pessoa. Eles falavam com a mesma entonação, tinham o mesmo corte de cabelo, se vestiam uniformizados e escreviam sempre do mesmo jeito. Como se tivessem sido fabricados numa linha de produção previsível.

Not Ordinary
Ainda bem que isso mudou.
Less Perfection
Não é apenas sobre soar mais natural e espontâneo. Nem sobre ser menos profissional ou ter menos credibilidade. É também deixar a sua marca e não ter medo de soar vulnerável. É buscar a nossa autenticidade e ter coragem de escancará-la.
Be yourself, but not like that
Parece simples, mas nunca é. Especialmente quando o mundo diz pra seguirmos o nosso coração e sermos fiéis a quem somos, desde que… Ah, como fica difícil reconhecer o nosso reflexo no espelho quando a nossa visão está condicionada a tantos poréns.
You are Different

Querida, você é diferente! Todos somos. Repito isso para mim como um mantra e por mais que ainda esteja longe de descobrir quem verdadeiramente sou, torço para nunca desistir dessa busca.

MAIS POSTS SOBRE: